quinta-feira, 18 de abril de 2013

Quando se deve consultar um osteopata?


>







Lesões das costas: cervicais, lombares, hérnias, contracturas.
Lesões desportivas: entorses, luxações, sobrecarga muscular.
Patologia músculo-esquelética: artroses, artrites, fibromialgia, osteoporose.
Transtornos da esfera crânio-cervical: cefaleias, enxaquecas, vertigens, tonturas.
Transtornos digestivos, circulatórios, respiratórios.
Transtornos nervosos.
Transtornos psicossomáticos.


É bom receber um tratamento osteopático após um período difícil durante o qual fomos mal tratados tanto física como moralmente. É nesses períodos que o nosso corpo acumula tensões. Libertar essas tensões uma vez ultrapassada a dificuldade permite uma recuperação rápida em todos os planos. A seguir são enumeradas alguns exemplos de situações nas quais um osteopata é uma ajuda eficaz:

Durante a gravidez e depois do parto, ainda que tenha decorrido sem problemas
Depois do nascimento e durante a infância, no decorrer de mudanças importantes na vida da criança ou quando manifesta através do comportamento dificuldades de adaptação não habituais nela
Depois de um importante traumatismo, ainda que não tenha nenhuma ferida aparente (quedas, acidentes de carro, etc.)
Depois de uma intervenção cirúrgica ou médica traumatizante (tratamentos dentais, extracções dificeis, etc.)
Antes da colocação de um aparelho dental, durante todo o tratamento e depois da retirada do aparelho
Durante ou depois de um período particularmente stressante ou de esgotamento físico e/ou intelectual ou de um período emocional difícil.
Depois de qualquer doença aguda que tenha requerido a toma de medicamentos. De forma geral, as pessoas apresentam importantes desequilíbrios do organismo nos planos locomotor, hepático e digestivo. Por exemplo, os antibióticos algumas vezes indispensáveis alteram o sistema digestivo e o fígado.
Quando o individuo sente a necessidade ou o desejo de tratar-se. O corpo, se já recebeu cuidados osteopáticos, será mais sensível ao tratamento que lhe permitirá reencontrar o equilíbrio.

Você conhece o nosso Drive Virtual de Conteúdo? Clique aqui e conheça!

Comente:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comment

facebook

Outros Posts de Terapia Manual


Receba no seu Email:

Todos os posts deste blog