quinta-feira, 18 de abril de 2013

Técnica de Microfisioterapia ajuda a equilibrar e aumentar a vitalidade do corpo


>





A Microfisioterapia é uma técnica de fisioterapia manual que consiste em identificar a causa primária de uma doença ou sintoma e estimular algumas zonas por meio de micropalpações manuais específicas, possibilitando o início da autocorreção do organismo e eliminação dos chamados “agressores” – tóxicos, traumas musculares e emocionais. Embasada na embriologia e na filogênese, a Microfisioterapia é aplicada na esfera muscular e age na “memorização” deixada em vários tecidos do organismo.

“Através da micropalpação, o fisioterapeuta procura no corpo onde as memórias se instalaram e provocaram sintomas. Uma vez encontrados tais traços, realiza-se manualmente atos que simulem a ‘agressão’ e estimulem os mecanismos de autocorreção para o restabelecer as funções do organismo, eliminando assim doenças e promovendo a saúde. E além de promover melhora no funcionamento do organismo, também age como uma terapia complementar”, explica Afonso Salgado, fisioterapeuta, Mestre pela Unesp, Doutorando pela UniCastelo – SP em engenharia Biomédica e responsável por trazer a técnica para o Brasil.

Depois de conversar e ouvir suas queixas, a sensação procurada no paciente é a perda de ritmo vital. Ou seja, para perceber os “micromovimentos”, o fisioterapeuta vai palpar com um movimento de aproximação das mãos em diferentes zonas do corpo, a fim de verificar se os ritmos estão normais. Se os ritmos estiverem ausentes, significa que existe uma “cicatriz”, uma fonte de uma disfunção. Para tratar a agressão, o terapeuta seguirá o caminho percorrido no corpo, ativando consequentemente sua autocura.
“As mãos do terapeuta mobilizam e estimulam os diferentes tecidos de acordo com o tipo de agressão, sem a ajuda de nenhum instrumento. Esta técnica é aplicável em todas as idades, com objetivo terapêutico ou não. E o seu princípio de cura é semelhante ao da homeopatia, já que ambas seguem duas leis: a cura pelo infinitesimal (o medicamento diluído, a palpação mínima) e pela similitude (o semelhante cura o semelhante)”, explica Afonso Salgado, da clínica Salgado Saúde Integral e Reabilitação. “Por isso, a microfisioterapia deve ser realizada apenas por fisioterapeutas e médicos – depois de um estudo aprofundado. E o fato dela tratar disfunções e desconfortos não significa que a técnica se opõe à medicina ou fisioterapia; pelo contrário, ela atua de forma preventiva e curativa ajudando a restauração dos tecidos e suas funções.”

Você conhece o nosso Drive Virtual de Conteúdo? Clique aqui e conheça!

Comente:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comment

facebook

Outros Posts de Terapia Manual


Receba no seu Email:

Todos os posts deste blog