quarta-feira, 5 de junho de 2013

RPG: lento, gradual e profundo!


>




O principal objetivo do RPG, que pode ser adotada inclusive por crianças, gestantes e idosos, é alongar as cadeias musculares encurtadas e doloridas, por meio de uma série de oito posturas de estiramento, que trabalham o corpo todo simultaneamente e enfatizam, cada uma delas, uma cadeia muscular, aumentando a sua força e diminuindo o incômodo. Essas posturas nada têm de complicadas, pelo contrário: são movimentos simples, lentos, graduais e progressivos, que devem ser feitos por, no máximo, vinte minutos cada, sempre sob as instruções de um fisioterapeuta - profissional apto a aplicar a técnica.

No começo é comum o indivíduo sentir um pouco de dificuldade e até de dormência, mas depois o próprio corpo se encarrega de alongar, relaxar e se habituar ao novo alinhamento. As sessões, em geral, são semanais e a quantidade varia conforme cada caso - os médicos costumam indicar 12, número ideal para realinhar os músculos e permitir que o corpo fique, automaticamente, na posição fisiologicamente considerada correta. A vantagem é que, com a ampliação e reeducação, os músculos não retornam à posição errada. A respiração também é trabalhada de forma específica para aliviar a dor.

As sessões são indicadas, principalmente, para sanar desvios de postura - como escoliose (desvio lateral da coluna), hipercifose ('corcunda') e hiperlordose (aumento da curva na região cervical ou na região lombar) -, lombalgias (dores na região lombar), problemas ortopédicos, lesões por esforços repetitivos (LER) e distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT).

A POSTURA CORRETA

Na evolução da escala animal o homem assumiu a postura ereta, adquirindo uma postura antigravitacional. Isso obrigou-o a fazer esforço para vencer a força da gravidade, desenvolvendo uma coluna composta por curvas, afim de adaptar-se aos constantes impactos e tensões, associados há potentes músculos, nas costas, divididos em várias camadas.

Em postura ereta, sobre os dois pés, observamos o equilíbrio gravitacional passando pela coluna vertebral. E cada movimento que realizamos necessita da coluna e dos músculos em ações constantes de equilíbrio. Atualmente, sabe-se que a postura resulta de um sistema de vários fatores (externos e internos) e que negligenciar qualquer um desses seria um grave erro.


Você conhece o nosso Drive Virtual de Conteúdo? Clique aqui e conheça!

Comente:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comment

facebook

Outros Posts de Terapia Manual


Receba no seu Email:

Todos os posts deste blog