segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Microfisioterapia e toques sutis no corpo


>






Diariamente, o organismo luta contra agressões de todas as naturezas e diferentes intensidades, (micróbios, toxinas, choques físicos ou emocionais). Geralmente, as defesas do corpo resistem a essas agressões em silêncio, sem que seja percebido. Quando esses problemas não são identificados, ou muito fortes, o corpo não consegue reagir de forma eficaz e então a agressão deixa uma espécie de "cicatriz" nos tecidos, uma memória do acontecimento. O acúmulo dessas memórias pode fazer com que dores apareçam, doenças se desenvolvam, e o corpo enfraqueça se tornando incapaz de reagir.

Nesse sentido, a Microfisioterapia, técnica francesa de terapia manual, identifica a causa primária de doenças ou sintomas, através de toques sutis no corpo" e ajuda na eliminação destes problemas, pois depois de encontrada a causa é dado o estímulo para que o corpo reconheça o porque desencadeou esse problema e então o próprio organismo fará a sua autocura.

Tratamento
Indicado para qualquer idade, o tratamento pode ser curativo ou preventivo. Normalmente duas a três sessões são o suficiente. O intervalo entre as sessões deve ser de aproximadamente 50 dias.

Indicações
A microfisioterapia é indicada para diversos casos, dentre eles:
- Dores físicas (lombalgias, ciatalgias, cervicalgias, entre outras)
- Alterações no funcionamento dos órgãos (estomago, intestino, rins,entre outros)
- Traumas físicos (torções, luxações, acidentes de automóveis, entre outros)
- Traumas emocionais (perda, morte, abandono, separação,rejeição, assaltos,entre outros)
- Déficit de atenção
- Problemas urogenitais
- Distúrbios do sono
- Fibromialgia
- Fobia / Medos
- Depressão
- Hiperatividade / Ansiedade
- Alergias em geral
- Síndrome do pânico
- Agressividade
- Dores crônicas
- Tumores (câncer)
- Enxaquecas
- Diabetes
- Prevenção de doenças
- Curativo e preventivo em lesões de atletas
- Entre outras

Você conhece o nosso Drive Virtual de Conteúdo? Clique aqui e conheça!

Comente:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comment

facebook