segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Oateoptia: aumentando a saúde do trabalhar


>





Hoje, sabe-se que existem diferentes causas que levam aos afastamentos nas empresas: alimentação, traumas, acidentes, fatores psicoemocionais, entre outros. Pesquisas mostram que destas causas, de 20 a 25% dos afastamentos têm relação direta com o trabalho. Os afastamentos afetam, e muito, a produtividade da empresa, pois tiram o foco dos resultados e podem acabar, inclusive, em processos judiciais.

osteo
O fisioterapeuta e osteopata Leandro Sousa, diretor do Grupo Laborall, explica que o grande problema na realidade das empresas é que os atendimentos concentram-se nos sintomas e não na observação das causas. "É fundamental que seja realizado no ambiente corporativo um diagnóstico de causas, objetivando entender quando, como, onde e porque aparecem determinadas queixas".

Neste sentido, explica Leandro, a osteopatia e toda sua metodologia são ferramentas poderosas no ambiente corporativo. "A técnica, que visa diagnosticar as causas das disfunções e agir exatamente no foco da dor, analisa aspectos individuais do colaborador e também do posto de trabalho. Assim, com respostas concretas, o funcionário entende melhor os fatores causais da doença e como preveni-las". E acrescenta: "A osteopatia possibilita a rápida detecção da causa e então lança mão de ferramentas ergonômicas que impedirão o avanço da doença. Por fim, encerrada a exposição do colaborador ao agente causal desta doença, o mesmo tem maiores possibilidades de cura".

Toda empresa objetiva alta produtividade. Mas, para promover a qualidade de vida de seus colaboradores e garantir que a capacidade de adaptação física dos funcionários seja respeitada e eles consigam se adequar às demandas, é preciso que haja um trabalho dentro da empresa que preserve a saúde do colaborador e previna eventuais doenças que possam não só comprometê-lo, como o seu trabalho e, consequentemente, o da empresa.

"Com o diagnóstico de causas através da osteopatia, os problemas de afastamentos cessam e o foco da empresa mantém-se somente na produtividade, já que há também uma economia de horas perdidas com consultas e fisioterapias, pois o trabalhador é atendido dentro da própria empresa. Este é o cenário perfeito", acrescenta o fisioterapeuta. Portanto, a aplicação de análises ergonômicas, as avaliações admissionais e periódicas e a ginástica laboral, aliados aos conceitos básicos da osteopatia, conseguem controlar os diferentes fatores geradores de doenças e evitar afastamentos e processos.


Você conhece o nosso Drive Virtual de Conteúdo? Clique aqui e conheça!

Comente:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comment

facebook