terça-feira, 10 de setembro de 2013

Avaliação de Cyriax


>





Ao testar a amplitude de movimentos de um paciente, o clinico precisa estar ciente dos possíveis padrões capsulares e não capsulares de restrição dos movimentos que podem ocorrer numa articulação. A avaliação da lesão dos pacientes e seu tratamento terapêutico são dependente da capacidade do terapeuta em diferenciar entre essas duas fontes de restrição da mobilidade.
Cyriax descreveu um padrão capsular como característica de restrição de movimento, devido a um etiologia artrogênica difusa. A extensão e flexibilidade das fibras capsulares estão prejudicadas nesse padrão secundariamente a um processo inflamatório intra-articular. Ocorre fibrose do tecido capsular como seqüela natural do processo de cicatrização no tecido inflamatório. O padrão capsular de restrição resultante é específico para cada articulação, independentemente da causa inicial ou doença subjacente geradora da inflamação. Cyriax relacionou os padrões capsulares das articulações dos membros superiores e inferiores em uma tabela.

Padrões Capsulares das Articulações dos Membros 
Ombro (articulação glenoumeral) Perda máxima da rotação externa
Moderada perda da abdução
Complexo do cotovelo Perda de flexão é maior que a perda de extensão
Antebraço Pleno e indolor
Igualmente restrito na pronação e supinação em presença de restrições do cotovelo
Punho Iguais restrições em flexão e extensão
Mão (articulação carpometa-carpiana I)
Digito dos membros superiores 
Igualmente restritas em todas as direções
Coxofemoral Perda de flexão é maior que a perda da extensão
Máxima perda de rotação interna, flexão, abdução
Mínima perda de extensão
Joelho (articulação tibiofemoral) Perda de flexão é maior que a perda a extensão
Tornozelo (articulação talocrural) Perda da flexão plantar é maior que a extensão
Articulação subtalar 
Articulação mediotarsiana
Restrição no movimento varo
Dorsiflexão restritiva, flexão plantar, abdução e rotação medial restritas
Dígitos dos membros inferiores
Articulação metatarsofalangianas I
Perda de extensão é maior que a flexão
Articulações metatarsofalangianas II -V Variável, tendem a restrição da flexão
Articulações interfalangianas Tendem a restrição da extensão



O padrão Não-Capsular pode ser causada por aderências ligamentares aleatórias, desarranjos articulares internos e lesões extra-articulares, como o encurtamento de um músculo. A artrite difusa ( ou seja, a inflamação circunderencial da articulação) e suas seqüelas não estão presentes nesse padrão. Assim, ao contrario do padrão capsular para uma determinada articulação, o padrão não-capsular é variável. Por exemplo, dois padrões não-capsulares de restrição dos movimentos do joelho podem ocorrer em direções diretamente opostas. O padrão para a articulação do joelho, devido ao desarranjo interno causado por um menisco rompido, pode ser a perda da extensão. Contudo, a ausência de flexão ocorre na presença de um encurtamento do mecanismo do quadríceps.

Um padrão não exclui o outro. O clinico precisa examinar os dois padrões e projetar suas estratégias de tratamento de modo que sejam abordados todos os componentes da restrição do movimento.



Você conhece o nosso Drive Virtual de Conteúdo? Clique aqui e conheça!

Comente:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comment

facebook