quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Reeducação Postural Global: tratamento, causas e objetivos


>




http://www.fernandonishizima.com.br/img/banner_index3.png

O RPG tem como objetivo atuar no conjunto de cadeias musculares, de modo que os músculos estáticos (está sempre contraída para a manutenção da postura e pronta para entrar em ação) sejam alongados e fortalecidos modificando, assim, a atitude óssea deformada. Para isso, é importante a diferenciação entre a musculatura do corpo em músculos estáticos e músculos dinâmicos (responsáveis pelo movimento do corpo e atendem ao comando voluntário, possuem inervação fásica e ocasional. O trabalho que deve ser feito nesse tipo de musculatura é de contração isotônica e concêntrica).

Partindo da conseqüência até a causa do problema, buscando reencontrar a boa morfologia corporal e solucionando os problemas relacionados a ela, as posturas do RPG são feitas juntamente com exercícios respiratórios, no qual o paciente faz 80% do trabalho, seguido da orientação do fisioterapeuta. O tratamento pode durar de meses a anos, com uma sessão semanal de aproximadamente, 60 minutos.

Os desvios posturais podem ter inúmeras causas como: maus hábitos posturais ou profissionais, alterações congênitas ou adquiridas, hereditariedade, fatores emocionais. Mas seja qual for a causa, o desvio será fixado pela retração das estruturas relacionadas aos músculos estáticos (as cadeias).

Diversos problemas podem ser tratados com o RPG. Dentre eles estão as escolioses, hiperlordose, hipercifose, hérnia de disco, torcicolo, lombalgias, cervicalgias, artrose, bursites e tendinites, asma e bronquites, joelho varo e valgo, pé plano e cavo, dores musculares, stress, enxaquecas e outros.

Visto a extensa complexidade do corpo humano, para que ocorra uma mudança num corpo já moldado e adaptado durante os anos e uma efetiva reeducação postural, é necessário que se chame a pessoa em atendimento à percepção de si mesma. É necessário que se chame a atenção para a consciência corporal. O indivíduo deve alcançar níveis mais altos de integração, feita por meio da ação entre os mundos interno e externo. Podemos diferenciar a ação em inconsciente que é realizada, mas não sabemos exatamente porque, vive-se numa espécie de cegueira. E a ação consciente que é a possibilidade do indivíduo fazer escolhas.

É importante dizer que, à medida que uma ação se torna consciente para nós, a tendência é que o corpo a incorpore, passando a fazer parte de seus movimentos num processo natural, isto é, não se precisa pensar para executar o movimento, ele já faz parte do corpo, cria-se o hábito de fazêlo.

É assim que se produzem as mudanças em nosso corpo.

Ignorar os sentidos do corpo, não considerá-los como seus, não parando para percebê-los, é o mesmo que aceitar a viver de qualquer jeito, de um modo passivo e anestesiado. O corpo sente pelas sensações e fala pelos sintomas, precisamos considerá-lo. Quando o mal – estar se instala, às vezes como uma dor nas costas, é importante saber o que exatamente está se sentindo, é necessário adquirir o hábito de se perceber, não por obrigação, mas pelo desejo de viver bem.

Para que ocorra uma alteração na postura, o comportamento inadequado de andar, assentar e respirar é preciso ser percebido e assim, o indivíduo deve adotar medidas de mudanças. É necessário saber se soltar, relaxar.

Finalmente, o RPG tem o objetivo de fazer o corpo funcionar bem. Um corpo que funciona bem produz bons resultados: bem-estar, significando ausência de dor; estético, significando o respeito pelos limites; e consciente, significando estar presente na vida de “corpo e alma”.


Você conhece o nosso Drive Virtual de Conteúdo? Clique aqui e conheça!

Comente:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comment

facebook