sexta-feira, 16 de maio de 2014

Saiba mais sobre os benefícios da Terapia Manual


>




http://www.taopilates.com.br/fotosnoticias/08474607042014noticiastaopilates.jpg

A fisioterapia é a ciência da reabilitação, na qual, através de conhecimentos biomecânicos , testes clínicos  e técnicas precisas somos capazes de descobrir, tratar ou prevenir as causas das disfunções e assim, consequentemente, eliminar as dores locais, pois estas, nada mais são do que uma resposta do corpo a essas disfunções.

A fisioterapia manual consiste em utilizar as mãos para recompor a capacidade de reparo do organismo. Assim, a manipulação afeta as propriedades mecânicas dos tecidos como elasticidade, força e alongamento. Ela trata as deficiências neuromusculares decorrentes de lesões musculoesqueléticas, como perda de equilíbrio e de movimento e permite a correção postural, além de causar reações psicológicas que apresentam uma resposta somática traduzida pelo relaxamento e sensação de bem estar.

A terapia manual é a principal ciência da fisioterapia ortopédica, uma vez que o fisioterapeuta utiliza um poderoso recurso capaz de intervir direto e indiretamente nas estruturas acometidas, a mão!

A terapia manual foi extensivamente pesquisada e pode agir diretamente em problemas comuns da população brasileira, como dores na coluna cervical, lombar, dores articulares, tendinites, reabilitações pós-fraturas, dentre outras.

Dados da organização mundial de saúde (OMS) revelam que 80% da população mundial terá pelo menos duas crises de dor na coluna durante a vida. Nesses casos, tanto para a coluna cervical, quanto para a lombar, os efeitos analgésicos da terapia manual foram estudados e comprovados, reduzindo a dor e os espasmos pós-lesão, acelerando a recuperação.

Muitas vezes não entendemos porquê tomamos alguns medicamentos para uma determinada dor e até conseguimos até um alivio imediato, porém com o fim do efeito do mesmo, todo o processo doloroso retorna novamente.

A explicação é simples, tratamos apenas a dor, porem não intervimos na causa que pode ser ocasionada por inúmeros motivos, tais quais: uma tensão, contratura ou encurtamento muscular,  uma articulação que não está se movimentando bem ou um atrito indesejado devido a uma sutil mudança de direção do movimento normal dando um aspecto de travamento da mesma, ou até mesmo uma má postura que pode gerar desequilíbrios musculares com compressão de raízes nervosas e tendões; ou seja, inúmeros podem ser os motivos de uma dor aguda ou crônica.

Em qualquer um desses exemplos citados, sabemos que um simples comprimido de analgésico ou anti-inflamatório não seriam capazes de mudar o agente causador do problema, muito menos intervir em questões posturais, e talvez poderia até mesmo, mascarar uma lesão que pode ser agravada pela falsa sensação de alivio desativando o nosso alarme do organismo que mostra que o corpo está sendo agredido.

Inúmeros pesquisadores que estudam a terapia manual, mostraram em seus trabalhos científicos a grande eficiência da mesma em casos de lesões musculoesqueléticas, quando comparadas a técnicas de tratamento tradicional como o uso de medicamentos, repouso e até mesmo procedimentos cirúrgicos.

Outro aspecto também analisado sobre a eficiência da terapia manual nesses tratamentos foi o baixo índice de reincidências do problema, uma vez que, após a resolução do problema, são propostos também exercícios de fortalecimento, estabilidade, equilíbrio, alongamentos e orientações posturais, prevenindo assim, possíveis novos desequilíbrios e lesões!

Podemos afirmar seguramente que a fisioterapia manual vem cada dia conquistando um numero maior de adeptos, já que apresenta resultados de sucesso devido a sua filosofia de tratamento baseada na busca da causa mecânica das lesões do sistema musculoesquelético e não apenas o alivio imediato dos medicamentos.   

Escrito pelo Dr. Tito Almeida



Você conhece o nosso Drive Virtual de Conteúdo? Clique aqui e conheça!

Comente:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comment

facebook